Como tornar o atendimento via chatbot da sua empresa mais humanizado?

O atendimento via chatbot se tornou um grande aliado para as empresas. Com ele  é possível agilizar o atendimento (principalmente o suporte), oferecer um atendimento 24/7 e também coletar informações chaves dos clientes que podem ser usadas em várias estratégias de customer experience.

Entretanto, por ser feito via robô com inteligência artificial e machine learn, é necessário humanizar esse tipo de atendimento para que os clientes não percebam que estão falando com um robô.

Além disso, oferecer um atendimento humanizado garante uma maior fidelização do cliente e contribui para uma experiência de compra mais assertiva e positiva, fazendo com que o consumidor goste da sua marca, compre novamente e faça indicações.

Ou seja, não basta apenas contratar um chatbot e esperar milagres. É preciso humanizar o atendimento, criar diálogos reais e usar uma linguagem mais próxima do seu público, Pensando nisso, abaixo vamos te mostrar como tornar o atendimento via chatbot da sua empresa mais humanizado! Boa leitura! 

Como humanizar o atendimento via chatbot?

De acordo com um levantamento do Gartner Institute, até 2022, 72% das interações entre consumidores e marcas serão via chatbot e esses números tendem a aumentar em 2023. Ou seja, humanizar seu atendimento por essa plataforma é uma necessidade real do mercado.

Por isso, preparamos um passo-a-passo para você começar a colocar em prática o atendimento humanizado via chatbot hoje mesmo na sua empresa. Confira.

Passo 1 – Atenção para a configuração básica do chatbot

O primeiro passo para humanizar o atendimento do chatbot da sua empresa é começar pela configuração básica, como: existe um personagem? Qual o nome, gênero, idade? Como é o sotaque?

Pois, estudos mostram que personalizar o atendimento do chatbot é uma forma de identificação com o público alvo e melhora a interação entre marca e consumidores.

Dessa forma, de acordo com os dados dos seu cliente crie um personagem que dará vida ao bot e que seus clientes vão gostar. Assim, com os dados, decida qual a faixa etária desse personagem, o nome, o gênero, o tipo de roupa e como ele conversa.

Decidindo isso, fica mais fácil humanizar o atendimento e claro, interagir mais com seus consumidores.

Passo 2 – Defina quais são os objetivos do bot

O segundo passo é a definição dos objetivos do chatbot. Pois, como um bot pode atuar desde suporte até venda, é necessário mapear todos os tipos de atendimento que ele pode receber e criar trilhas de diálogos para cada categoria de atendimento.

Por exemplo, deve-se definir se o chatbot irá atuar na categoria de suporte, pós-venda, SAC, vendas e outros. Feito isso, é possível evitar falhas no atendimento e humanizar os diálogos de cada categoria. 

Passo 3 –  Crie os fluxograma de diálogos para chatbot

Com o personagem definido e as categorias de atendimento também, o próximo passo é criar os fluxogramas de diálogos de cada categoria. 

Ou seja, é preciso treinar o chatbot para responder o cliente de acordo com os processos da sua empresa e, para isso, é preciso mapear todas as possíveis interações e escrevê-las para o bot automatizar.

Vale lembrar que essa etapa deve sempre ser revista, pois, caso algum cliente esteja tendo problema na retirada de 2ª via da fatura, por exemplo, é preciso rever esses fluxogramas de diálogo para saber onde está o gargalo. 

Passo 4 – Humanização do atendimento

Fluxogramas de diálogos prontos agora é a hora de humanizar esse texto. Ou seja, com as trilhas feitas de acordo com os objetivos elencados, é necessário personalizar os textos que farão parte dos diálogos entre cliente e chatbot.

Desse modo, esse é o momento de usar as técnicas de humanização e conquistar seu cliente. Assim, use uma linguagem adequada para o seu público,, seja claro e objetivo, Lembrando que, como cada diálogo deve ser único, de um para um, é necessário ter variações de respostas para que a IA possa ter opções na hora de conversar com seu cliente. 

Passo 5 – Acompanhe os resultados e faça ajustes quando necessário

Por último, é essencial para o sucesso da sua estratégia medir os resultados. Pois, como falamos acima, caso algo esteja ininteligível é através dos dados que sua equipe poderá entender o erro e corrigi-lo.

Isso quer dizer que, como os atendimentos em geral, principalmente de chatbots mudam a todo tempo por lidar com pessoas, nada é definitivo. De tempos em tempos é necessário atualizar os fluxogramas e reescrever as mensagens para sempre oferecer uma excelente experiência para o cliente. 

Portanto, oferecer um atendimento via chatbot humanizado é uma forma de estar mais próximo do seu cliente e prezar pelas estratégias de customer experience para ter sucesso.

Outra opção para quem gosta de ter uma super ferramenta que faz atendimento via chatbot, atendimento simultâneos, omnichannel e ainda coleta dados para insights estratégicos é usar uma solução inteligente de atendimento como a cVortex!

Com a nossa plataforma é possível humanizar o atendimento de forma simples.. Além disso, é possível ter acesso ao histórico do cliente para guiar os atendentes e assim, oferecer um atendimento otimizado, humanizado e personificado. Clique aqui e saiba mais sobre cVortex. 

Tags:

Compartilhe:

Notícias relacionadas

Do consumidor 1.0 ao consumidor 5.0: confira quais são suas expectativas em relação ao atendimento oferecido pelas em...
Neste blog, exploraremos como a cVortex simplifica o atendimento omnichannel e oferece uma experiência excepcional ao...
Este blog mergulhará no aspecto psicológico do atendimento ao cliente, discutindo como compreender as demandas dos cl...
Neste blog, exploraremos algumas das principais tendências previstas para 2024 e como as empresas podem se preparar p...